Apps de carona se popularizam ao baratear viagens


Publicado em 17 de junho de 2016

Aplicativos para celular como Tripda e BeepMe permitem que usuários compartilhem viagens em troca de ajuda com custos de gasolina e pedágio; no Brasil, já são dezenas de milhares de inscritos fazendo percursos de curta e longa distância.

Sites e aplicativos de carona colaborativa no celular estão se popularizando entre os brasileiros, muitos com dezenas de milhares de usuários. O funcionamento, em geral, é simples: uma pessoa que vai a algum lugar com o carro próprio anuncia a viagem e espera que interessados se manifestem por meio das ferramentas.

Além de grandes distâncias, os aplicativos também vêm sendo utilizados para caronas dentro da própria cidade. Em geral, os passageiros contribuem com dinheiro para ajudar com combustível e pedágio.

Entre os serviços, o Tripda é o que possui mais opções e diversidade. Ao entrar na rede, a pessoa tem a possibilidade de oferecer caronas ou procurar ofertas de transporte. Na criação do perfil, o motorista pode selecionar a intensidade do nível de conversa que deseja ter com os passageiros, a música a ser escutada, a possibilidade de fumar dentro do automóvel ou de transporte de animais.

O Tripda também possui uma opção chamada “Só Elas”, que marca caronas só entre mulheres. Outros métodos de segurança do app incluem a possibilidade de ver informações e avaliações sobre o motorista, qual carro é usado e quantas vezes ele deu carona por meio da rede.

Segundo seus criadores, o Tripda já conta com mais de 60 mil usuários cadastrados apenas no Brasil, com apenas um ano de funcionamento por aqui.

No BeepMe a pessoa procura por rotas na ferramenta de buscas do site ou no celular. Em seguida, aparece um grupo com usuários que realizam a viagem frequentemente. Assim, a pessoa pode oferecer ou procurar caronas por meio de postagens dentro da rede de usuários com o mesmo destino. Funciona como uma espécie de Facebook de caronas, onde pessoas interagem com comentários, curtidas e compartilhamentos.