Brasil sendo Brasil


Publicado em 28 de julho de 2017

Sexta-feira passada o brasileiro levou mais um susto: o governo federal aumentou o imposto sobre os combustíveis atingindo diretamente o bolso do consumidor.

O governo alegou que o tributo foi aumentado para tentar equilibrar as contas públicas, mas no meio do caminho tinha um juíz federal que decidiu suspender o aumento alegando que o ato é inconstitucional, pois prejudica o consumidor e fere o princípio de que um aumento só pode ser cobrado 90 dias após a publicação da lei que o instituiu.

O governo recorreu e no dia seguinte, o desembargador Hilton Queiroz, derrubou a decisão judicial que suspendia o aumento.

Agora veja só, o governo ignora a constituíção para explorar o povo sem nenhum pudor, entra com recurso quando a lei é cumprida e ganha. Este é o Brasil!

Se a lei máxima do país é simplesmente ignorada explicitamente pelos governantes, imagine quantas outras leis não são burladas por “debaixo dos panos”?

O governo alegou que com a suspensão do aumento, o país deixaria de arrecadar R$78 milhões por dia, o que desequilibraria as contas públicas. Mas e as contas do consumidor que sente no bolso o aumento repentino em uma das maiores necessidades que é o combustível? Em momento algum foi levado em conta.

Pois é, este é o Brasil sendo Brasil.