Modelo de trabalho da Ágape será reproduzido na Inglaterra


Publicado em 8 de fevereiro de 2019
 Grupo de pastores britânicos vieram a Iracemápolis para conhecer de perto o tranbalho do instituição (Foto: Assessoria de Imprensa da PMI)

Grupo de pastores britânicos vieram a Iracemápolis para conhecer de perto o tranbalho do instituição (Foto: Assessoria de Imprensa da PMI)

A Comunidade Ágape recebeu esta semana a visita de cinco pastores ingleses que vieram ao Brasil para conhecer de perto o trabalho da instituição, que conseguiu em sete anos de trabalho unir igreja e trabalho social com sucesso.

O motivo da visita dos britânicos é aprender com a equipe iracemapolense para posteriormente implantar na Europa um trabalho parecido.

“Temos trabalhos sociais em nossa igreja, mas o trabalho realizado pela Ágape chamou a nossa atenção, porque eles se doam em prol da sociedade e das pessoas, não trabalham em prol de si próprios, mas pensam no próximo e isso é muito lindo e nós queremos aprender mais com eles”, declara o pastor James Hunting

A ONG

A ONG Ágape Missões Urbanas nasceu de um projeto da igreja evangélica Comunidade Ágape. De acordo com o líder da instituição, Paulo Giovani Lima, embora sejam duas instituições diferentes, ambas caminham juntas.

Ele explica que 70% dos gastos com os projetos da ONG são subsidiados pelos dízimos e ofertas da igreja. Os outros 30% são de verbas destinadas pelo município às instituições sociais municipais.

Atualmente são 164 alunos atendidos em 26 projetos sociais. Segundo o líder da instituição, a manutenção de cada aluno custa R$ 128 o que gera um custo estimado em R$ 20 mil por mês.

FUTURO

Lima não nega a felicidade em ver a Ágape ultrapassando fronteiras e se tornando referência no exterior, mas declara que espera ver o trabalho crescendo ainda mais.

“Apesar da satisfação em ver o sucesso do trabalho já realizado nestes sete anos, nossos planos são de continuar avançando e de cumprir nossa missão “, ressalta.