Necessidades e prioridades – Parte IV Seu corpo externo II


Publicado em 8 de fevereiro de 2019

“Não sabeis vós que sois o templo de Deus e que o espírito de Deus habita em vós?” 1° Coríntios 3:16.

Pois é, o mesmo versículo novamente e hoje continuaremos a falar do corpo externo, das consequências visíveis do tratamento que damos a ele.

Pessoas e mais pessoas (inclusive eu) buscam academias, intervenção como cirurgia bariátrica , lipoaspiração e clínicas de estética em geral, para corrigir o que na verdade são maus hábitos da nossa imprudência alimentar. Refazendo a pergunta da edição anterior, o que reflete no espelho quando se olha de corpo inteiro e nu? O extrapolar da necessidade ou o controle moderado das prioridades? Em um português bem claro: tá comendo feito um doido ou tem se controlado e ingerido o suficiente?

Há coisas que não se pode esconder e a massa extra no corpo é uma delas. Até que dá para disfarçar com algumas cintas. Quem não tem no guarda-roupa aquele pretinho básico? Mas quando tira tudo para tomar aquele banho, caramba! Aí você se vê parecendo um amontoado de batatas! A barriga está cada dia maior, os peitos cada mês aumenta um número. O pescoço parece um papo de sapo e o inchaço do rosto recebeu o apelido carinhoso “cara de bolacha trakinas”. Até que seria engraçado se não fosse desesperador!

Há inúmeras formas de voltar em forma, mas não é isso que quero que fique marcado em sua mente nesta edição. Quero colocar em questão as sérias necessidades e prioridades do seu corpo. Aumentar os números da roupas não deve ser uma opção, mas sim se cuidar de verdade! Ficar em forma por se amar mais e querer ter uma velhice saudável, deveria ser a prioridade.“Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm. Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma” 1° Coríntios 6:12.

Não depende de ninguém priorizar a sua saúde, a não ser você mesmo. Muitas pessoas neste momento em que você lê esta mensagem estão deixando seus cônjuges porque quando se casaram eram mais magros, outras tirando a própria vida por não aguentar mais o bullying. Não é apenas uma questão de estética é muito mais que isso, é olhar no espelho e não se amar pelo que vê. Se você se ama mesmo, não vai buscar emagrecer, mas sim se alimentar melhor. Se ame do jeito que é, mas se ame mais ainda se cuidando! Quando se olha no espelho gosta do que vê? Se sim, parabéns, você já está a frente de muitos outros, mas a reflexão que deixo é: seu corpo é resultado de suas necessidades ou prioridades?

Paz de Cristo!