Necessidades e prioridades – Parte IX Bens materiais


Publicado em 26 de abril de 2019

“E quando Jesus ouviu isto, disse-lhe: Ainda te falta uma coisa; vende tudo quanto tens, reparte-o pelos pobres, e terás um tesouro no céu; vem, e segue-me. Mas, ouvindo ele isto, ficou muito triste, porque era muito rico”. Lucas 18:22,23.

Quem diria que o encontro de Jesus com um jovem há mais de 2 mil anos atrás, traria tanta realidade nos dias de hoje ?! A “corrida infernal” para “ter”, tem elevado o número de suicídios. A cada 1 segundo uma pessoa pensa em tirar a própria vida, a cada 4 segundos uma pessoa tenta e a cada 40 segundos uma pessoa consegue. Isso no mundo. No Brasil a média é de 28 suicídios por dia. A depressão, o último estágio do suicídio, tem atingido pessoas de todas as faixas etárias, independente da raça, cor, posição social, financeira, sem escolher crença ou fé confessada, família estruturada ou não, sem distinção de pessoa.

A depressão não é racista ou preconceituosa, ela chega e destrói por completo a vida de qualquer um hoje em dia. Diante dessas informações, gostaria que refletisse sobre algo: os bens materiais são prioridades ou necessidades para você?

Em 2015 eu trabalhava em uma multinacional, ganhando a média de R$6,5 mil por mês, trabalhando feito um louco para dar “o melhor” para minha família. Quando recebi a notícia de que meu caçula, na época com 10 anos, estava indo mal na escola, fui falar com a professora. Ela me disse: “ele sente sua falta, porque você sai antes dele acordar e quando chega ele já está dormindo”.

Não pensei duas vezes, entrei na sala com a permissão da professora e disse na frente de todos os alunos: “você é o cara! Eu te amo! Dentro de um mês estarei fora desse emprego e voltarei a ser o pai presente que você necessita”. Priorizei a saúde mental e emocional do meu filho. Quando saí da sala a professora estava chorando. Perguntei o por quê e ela respondeu: “eu não tive coragem de fazer isso no passado e perdi a infância dos meus filhos”.

Depois de 30 dias, eu estava ganhando menos da metade em outro trabalho, mas com muito mais tempo para o meu filho que melhorou na escola e saiu do caminho da depressão.

Eu escolhi a prioridade, que naquele momento era uma necessidade: o meu filho.

Não sou contra buscar melhoras financeiras, só precisamos saber o que é necessidade e o que é prioridade.

O que vale mais para você, bens materiais ou pessoas?

Paz de Cristo!

Deixe uma resposta