Pedrão avalia primeiro biênio do Legislativo


Publicado em 12 de abril de 2019
 Pedrão: “Temos conversado bastante. Não precisamos de pressa para tomar decisões” (Foto: Assessoria de Imprensa da CMI)

Pedrão: “Temos
conversado bastante. Não precisamos
de pressa para
tomar decisões” (Foto: Assessoria de Imprensa da CMI)

A série de entrevistas com os vereadores segue com o balanço de Pedrão do Noé (PV). O parlamentar avalia os dois primeiros anos de trabalho do Legislativo na atual gestão.

Como você avalia os primeiros dois anos de trabalho da Câmara?

Foi muito produtivo. Quero destacar que pela primeira vez na história teve o comando de uma mulher, o que foi fantástico. Pudemos presenciar um ótimo trabalho da presidente Elaine e juntamente com os demais vereadores que compõe esta casa de leis, todos comprometidos para o bem do município. Neste período todos os projetos enviado pelo Poder Executivo foram muito bem discutidos e avaliados para que por fim pudessem ser aprovados, exceto um projeto bastante complexo em que se trata do projeto de lei para concessão por intermédio de um convênio com a Sabesp. Entendemos que esse requer mais cuidado. Nós vereadores e nem a população está convencida que esse seja o melhor caminho para Iracemápolis.

Em seu ponto de vista, quais os grandes problemas da cidade atualmente? De que forma seria possível solucioná-los?

Na minha visão, a cidade hoje possui vários problemas: setores como a saúde, educação, segurança, não vem tendo a atenção necessária, as ruas com muitos buracos, enfim, vários setores deixando a desejar, mas o que é prioridade para o atual governo é a concessão por intermédio de um convênio com a Sabesp. A gestão atual tem incansávelmente pedido para que se vote esse projeto, em que ela demonstra grande interesse, acontece que até o momento não nos foi provado a real necessidade. Os números apresentados ainda estão muito confuso e não foi levado em consideração o impacto para a nossa população, que hoje tem dificuldades de pagar o que se cobra, imagine triplicando o valor em troca de uma promessa de boa prestação de serviço. Acredito que para solucionar este problema deve ser feito todos os estudos necessários para que a melhor decisão seja tomada, algo com certeza precisa ser feito, mas de maneira clara que toda a população entenda e seja de benefício para a cidade e seus munícipes.

Quais suas expectativas para o próximo biênio?

Em relação à Câmara, minhas expectativas são as melhores, agora sob o comando do presidente William Mantz. Trata-se de uma pessoa em que nesses anos aprendi a respeitar, que preza muito pelo diálogo, isso é importante. Temos conversado bastante, assim como os demais vereadores. Não precisamos de pressa para tomar decisões. No que diz respeito ao Executivo, espero atitudes para esse segundo biênio. A população tem acompanhado e sabe das suas promessas, principalmente as de campanha e estamos aguardando para que se cumpra.

O Brasil vive um momento de renovação no cenário político com o governo de Jair Bolsonaro. De que forma essa mudança deve refletir na política municipal?

O país precisava de uma mudança e o atual presidente Jair Bolsonaro foi eleito com essa missão. A grande quantidade de votos inclusive em nosso município, é sinal de que a população acredita que é possível ver nosso país melhor. Eu sou brasileiro, amo meu país e assim como todos esperamos que o presidente faça um ótimo mandato e que o país volte a crescer, pois com um país forte teremos um Estado forte e consequentemente um município forte.

Na entrevista concedida à Gazeta no início de seu mandato, você destacou a luta por moradias sociais como prioridade em sua gestão. Como você avalia seu trabalho dentro do que foi proposto?

Infelizmente tive esse sonho interrompido a Justiça impugnou as obras, que só retornaram após oito meses, impossibilitando que as moradias fossem concretizadas para a população mais carente do nosso município. Se não bastasse essa interrupção, quando a justiça autorizou o andamento o projeto inicial foi totalmente alterado, não mais beneficiando os que mais necessitavam, e cada vez esse sonho se torna mais impossível, pois vemos que infelizmente não é a prioridade dos que governam nossa cidade. Não creio que veremos neste governo, apesar de ser mais uma promessa de campanha, algum tipo de moradia social, mas seguirei cobrando. De minha parte, mesmo sabendo da dificuldade, irei batalhar para que um dia se cumpre. É meu dever enquanto eleito pelo povo o qual o represento, seja no Legislativo ou até mesmo se for da vontade de Deus no Executivo, o que vale é não desistir daquilo que se sonha.

No próximos dois anos você pretende seguir na mesma linha ou deve reformular suas prioridades?

Minha linha sempre foi de uma cidade organizada, limpa, bem cuidada com segurança, saúde, educação de qualidade e diversão e oportunidades aos jovens para que possam ter oportunidades dentro do próprio município. Não vejo motivos para mudar meu pensamento. No que se diz respeito ao nosso município, acredito que temos muito potencial para fazer de Iracemápolis uma cidade modelo, como já foi um dia. O que falta é o pulso firme para tomar as decisões corretas.

Deixe uma mensagem aos iracemapolenses.

Gostaria de falar à todos que me sinto feliz e que tenho orgulho em ser vereador de Iracemápolis. Todos os dias estou na Câmara atendendo e tentando da melhor maneira possível contribuir para a melhoria e bem estar da população. Sei que tenho o reconhecimento do meu trabalho por boa parte da população e um grande respeito por aqueles que porventura discordam de uma coisa ou outra. Trabalho sempre visando o bem comum. Digo à vocês que continuem acreditando em mim, irei continuar a fiscalizar e ajudar a tomar as melhores decisões quanto ao futuro da cidade e podem ter a certeza que minhas decisões sempre serão em prol do nosso município. Obrigado à todos, um forte abraço e fiquem com a proteção de Deus.