Reinaldo Azevedo: “Ano da Cultura foi marcado por parcerias”


Publicado em 22 de dezembro de 2017
 Coordenador fala dos trabalhos do setor (Foto: Assessoria de Imprensa da PMI)

Coordenador fala dos trabalhos do setor (Foto: Assessoria de Imprensa da PMI)

Nesta entrevista, Reinaldo Azevedo, que coordena as ações culturais da Prefeitura, fala sobre os trabalhos do departamento em 2017. Ele comenta sobre as parcerias que renderam apresentações artísticas, sobre os cursos do CEAC e outros assuntos.

Como avalia a Cultura em 2017?

O ano foi marcado por muitas parcerias, como as que fizemos com Arcelor Mittal, AMACI e Cia Pé de Cana, que renderam dezenas de apresentações no Teatro Virgínio Ometto e praças da cidade. Tivemos um bom ano no Centro Cultural (CEAC), com vários cursos. Promovemos shows, festas, trouxemos artistas circenses e inovamos ao trazer o Festival de Food Truck.

As parcerias com Arcelor Mittal e AMACI foram um sucesso. Elas continuam?

Sim, atendemos quase três mil crianças com 12 apresentações teatrais, tudo gratuito. Sem contar as famílias que, aos sábados, puderam assistir as peças. Vamos renovar as parcerias, estamos trabalhando para anunciar novas peças em breve. Graças à parceria com a AMACI, também foi possível trazer orquestras, workshops, mostras de dança e outros eventos, em busca de nosso objetivo de formação de público para a Cultura.

A apresentação de fim de ano do CEAC encantou os pais. Os cursos continuam ano que vem?

Sim. Em 2017, o CEAC ofertou cursos culturais de bateria, pintura em tela, violão popular, viola caipira, violão clássico, capoeira, balé e teatro, além dos cursos do “Guri”, uma parceria com o Governo do Estado, que são canto-coral, violão e percussão. Vamos trabalhar para mantê-los e ampliar com novos.