São Martinho encerra 2018 repleto de reconhecimentos e prêmios

Empresa foi premiada nas áreas de inovação, agronegócio, gestão de pessoas e início de carreira


Publicado em 11 de janeiro de 2019
 Desde 2012, a São Martinho figura no ranking das 150 melhores empresas (Foto: Assessoria de Imprensa )

Desde 2012, a São Martinho figura no ranking das 150 melhores empresas (Foto: Assessoria de Imprensa )

A Usina Iracema e seus cerca de 2 mil colaboradores, junto com as outras três unidades produtoras da São Martinho, somando aproximadamente 13 mil colaboradores, celebraram diversas conquistas da Companhia, que foi eleita a Melhor Empresa para Trabalhar do Brasil em 2018, de acordo com o Guia VOCÊ S/A. Trata-se da principal pesquisa sobre gestão de pessoas e ambiente organizacional do país, que seleciona as 150 melhores empresas de diferentes setores da economia que mais se destacaram, e é realizada pela Revista VOCÊ S/A em parceria com a Fundação Instituto de Administração (FIA).

Desde 2012, a São Martinho figura no ranking das 150 melhores empresas. Pela primeira vez, a Companhia recebeu o prêmio de A Melhor Empresa do Ano, além de ser escolhida, pelo segundo ano consecutivo, a Melhor no Setor Agronegócio. A empresa ainda foi destaque na pesquisa que seleciona as 45 “Melhores Empresas para Começar a Carreira”, também promovida pela VOCÊ S/A e FIA. Ficou na quinta posição nesta avaliação que tem o objetivo de entender quais são as expectativas dos jovens com até 26 anos que estão iniciando sua trajetória no mercado de trabalho.

Nas áreas de Inovação e Produção de Açúcar e Etanol, a São Martinho também obteve reconhecimento em 2018. Foi eleita a empresa que mais se destacou em 2017 na categoria Açúcar e Álcool, segundo o anuário Valor 1000, premiação que chegou a sua 18ª edição este ano e é concedida pelo jornal Valor Econômico. O jornal também promove o importante ranking das 150 empresas mais inovadoras do país.

SAFRA 2017/2018

Um ano de grandes conquistas para a Usina Iracema, unidade da São Martinho, reconhecida por sua capacidade de unir tradição e tecnologia, produção e eficiência. Em 2018, a unidade concluiu uma safra com bons resultados operacionais e avanços tecnológicos nas áreas agrícola e industrial. Viu sua moagem de cana saltar de 2.638.000 toneladas na safra anterior para 2.873.232 toneladas. Produziu 121.373 toneladas de açúcar e 162.941 metros cúbicos de etanol.

Na área agrícola, onde realiza colheita mecanizada em 100% de sua área cultivada desde a safra 16/17, registrou números de destaque. Promoveu a colheita em cana própria percorrendo 2,2 mil km por dia, um total de 420 mil km em toda a safra. Essa cana colhida, transportada por caminhões próprios da unidade, percorreu cerca de 12,1 mil km por dia, um total de 2,3 milhões de km na temporada.

Vale destacar também a consolidação do Controle Biológico de Pragas com o uso de tecnologia e agricultura de precisão. A utilização de imagens e GPS de Alta Precisão – RTK promoveram ganhos na alocação exata dos defensivos, conservação dos canteiros de cana e longevidade do canavial acima da média, trazendo assertividade e economia para o processo. O monitoramento realizou durante a safra 411 mil avaliações em 425 mil pés de cana-de-açúcar, em uma extensão de 220 km.

Na Indústria o destaque será o projeto de adequação da planta industrial para a Safra 2019/2020 com o objetivo de atender o aumento previsto de moer 350 mil toneladas de cana adicionais. O projeto promoverá a ampliação da capacidade de moagem da indústria de 650 para 750 toneladas de cana/hora. Também realizará a adequação do balanço térmico, passando de 520 para 480 kg de vapor por tonelada de cana. Além dessas, outras adequações permitirão que a planta industrial passe a cogerar energia em paralelo com a concessionária e pode vender energia excedente de até 18.000 MWh/safra.

SOBRE A SÃO MARTINHO

A São Martinho está entre as maiores companhias sucroenergéticas do Brasil, com capacidade aproximada de moagem de 24 milhões de toneladas de cana. Possui quatro usinas em operação: São Martinho, em Pradópolis, na região de Ribeirão Preto (SP); Iracema, em Iracemápolis, na região de Limeira (SP), Santa Cruz, localizada em Américo Brasiliense (SP) e Boa Vista, em Quirinópolis, a 300 quilômetros de Goiânia (GO). O índice médio de mecanização da colheita é de 100%. Visite o site www.saomartinho.com.br.