Sobre a lagoa do Centro de Lazer


Publicado em 25 de janeiro de 2019

A Prefeitura partiu para um “plano B” para tentar viabilizar a limpeza da lagoa do Centro de Lazer, que ocupa grande área do principal cartão-postal do município.

Já no início de sua gestão, o prefeito Fábio Zuza anunciou que pretende tornar o espaço novamente atrativo para as famílias, com os divertidos “pedalinhos” para as crianças brincares nos finais de semana.

O “plano A” era viabilizar a limpeza por meio de parceria com a Sabesp, mas o projeto de concessão dos serviços de água e esgoto não foi aprovado pela Câmara de Vereadores.

Com isso, partiu-se para outra alternativa. Como o Clube de Cavaleiros está com problemas para encontrar um recinto para a Festa do Peão, o prefeito autorizou a utilização do Centro de Lazer, mas pediu uma ação social: a limpeza completa da lagoa, sem custos para a Prefeitura, com recursos arrecadados na Festa.

No entanto, a Festa pode não acontecer, pois está sob análise do Ministério Público após o vereador Clécimo Lopes entrar com uma ação.

O assunto é polêmico e divide opiniões. Alguns concordam, outros não. Fato é que, se a Festa não acontecer, o prefeito terá que encontrar um “plano C” para limpar a lagoa, com custo estimado em R$ 100 mil.