Vale tudo em nome da arte?


Publicado em 6 de outubro de 2017

No final de semana em que começou o mês da criança, uma garotinha de aproximadamente quatro anos foi um dos assuntos mais comentados no Brasil e o motivo não foi dos mais agradáveis.

A menina foi filmada em uma exposição de artes no MAM (Museu de Arte Moderna) de São Paulo. Até aí tudo bem, se ela não estivesse em uma sala onde um homem nú estava exposto. Não era uma exposição de artes para crianças, era La Bête”, onde um homem nú fica exposto em uma sala e os visitantes podem tocá-lo.

No vídeo a criança aparece interagindo com o modelo. Incentivada por uma mulher, ela toca as mãos, os pés e o tornozelo do artista. O vídeo publicado repercutiu na internet e revoltou o país.

No mês passado uma outra exposição promovida por um banco no Rio Grande do Sul foi cancelada após acusações de que a mostra expunha crianças à imagens pornográficas e que fazem apologia à pedofilia.

Diante de notícias como estas, fica a pergunta que ecoou no Brasil esta semana: vale tudo em nome da arte?

Embora a alegação do MAM seja de que a exibição não é de caráter erótico, e que havia informações de que havia nudez no recinto, não se pode ignorar o fato de que faltou bom senso da mãe que levou a criança e da organização que permitiu sua presença.

A cena que revoltou grande parte dos brasileiros, é o assunto da semana no “Fala Povo” especial do “Dia da Criança”. Confira como o assunto repercutiu em nossa cidade.