Leis humanas e Leis Bíblicas Parte VII – Lei da Palmada


Publicado em 13 de maio de 2017

“O que não faz uso da vara odeia seu filho, mas o que o ama, desde cedo o corrige”. Provérbios 13:24.

A Lei nº 13.010 de 26 de Junho de 2014 altera a Lei no 8.069, de 13 de julho de 1990 (Estatuto da Criança e do Adolescente), para estabelecer o direito da criança e do adolescente de serem educados e cuidados sem o uso de castigos físicos ou de tratamento cruel ou degradante, e altera a Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996.

Há uma diferença muito grande entre corrigir e agredir, mas com todas as leis instauradas pelos homens, nossas crianças estão crescendo sem limites, tornando-se crianças desobedientes, adolescentes rebeldes, jovens sem limites e adultos sem identidade. O que vemos nos noticiários são alunos agredindo professores, enfrentando a polícia, entre outras atitudes que entristecem e adoecem os pais e responsáveis. “A vara e a repreensão dão sabedoria, mas a criança entregue a si mesma, envergonha a sua mãe” Provérbios 29:15.

A correção foi criada por Deus para “ensinar” os limites para o bom desenvolvimento do caráter. “A tolice está ligada ao coração da criança, mas a vara da correção a afastará dela” Provérbios 22:15. A informação da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), coloca o Brasil em primeiro lugar em agressões aos professores e diz que 12,5% dos professores ouvidos no Brasil disseram ser vítimas de agressões verbais ou de intimidação de alunos pelo menos uma vez por semana. Trata-se do índice mais alto entre os 34 países pesquisados – a média entre eles é de 3,4%. Depois do Brasil, vem a Estônia, com 11%, e a Austrália com 9,7%. Na Coreia do Sul, na Malásia e na Romênia, o índice é zero.

Certa vez uma de minhas filhas disse: “se você me bater eu chamo o conselho tutelar” eu respondi: “ligue agora pois vou te corrigir e quando eles chegarem lhe entregarei para eles cuidarem de você”. Ela respondeu: “só estava brincando papai”.

Amo meus filhos e quando for necessário corrigi-los eu o farei, porque a Bíblia é de longe mais importante que algumas das “infelizes” leis dos homens, e meu maior desejo é que meus filhos herdem os céus.

“Tu a corrigirás com a vara, e livrarás a sua alma do inferno” Provérbios 23:14. Opto por corrigir meus filhos hoje, para que não sejam corrigidos no futuro por policiais, corrigir sim, agredir nunca!

Paz de Cristo!