Município lista 32 pontos de descarte irregular em área rural


Publicado em 23 de março de 2018
Fiscalização será intensificada: jogar lixo de forma irregular é crime ambiental (Foto: Assessoria de Imprensa da PMI)

Fiscalização será intensificada: jogar lixo de forma irregular é crime ambiental (Foto: Assessoria de Imprensa da PMI)

A Prefeitura listou 32 pontos onde há descarte irregular de lixo em área rural. A prática é crime ambiental passível de multa.

Nesta semana, a página oficial da Prefeitura no Facebook trouxe um álbum com fotos registradas por profissionais da área ambiental. É possível ver sofás, colchões, guarda-roupas, telhas, utensílios de cozinha e até uma ossada de boi. Tudo em área verde (em alguns casos, a poucos metros do ecoponto).

“É um problema grave. Além de agredir o meio ambiente, coloca a saúde pública em risco. Por exemplo: o mosquito que transmite dengue e febre amarela pode se proliferar nesse lixo”, explica José Eduardo, que coordena a Defesa Civil.

COLABORAÇÃO

Manter a cidade limpa é um desafio que requer a colaboração de todos.

“É preciso que haja uma mudança de mentalidade para que esse tipo de crime não persista. Se for o caso, há as penalidades da lei de crimes ambientais”, diz Álvaro Coelho, diretor municipal de Meio Ambiente.

Em caso de área particular, é dever do cidadão ajudar a fiscalizar, seja o vizinho, seja a empresa que descarta resíduos irregularmente.

“O cidadão pode denunciar se ver o descarte. A vigilância do imóvel é de responsabilidade do proprietário, a quem cabe dificultar o despejo”, explica.

Para fazer uma denúncia, o telefone é 3456 3965.