Necessidades e prioridades – Parte III Seu corpo externo I


Publicado em 25 de janeiro de 2019

“Não sabeis vós que sois o templo de Deus e que o Espírito de Deus habita em vós?” 1° Coríntios 3:16.

Sim, o versículo é o mesmo da semana passada. Mas hoje o assunto é outro. Pergunto: seu corpo, sua saúde, seus hábitos alimentares também são os mesmos? Seu corpo pelo lado de fora é fato.

Vemos todos os dias pessoas tatuando membros do corpo, com variados desenhos, colocando piercing, alargadores e estilos de penteados e cortes de cabelo, entretanto é comum vermos casos de preconceito em muitas empresas, entidades religiosas e até mesmo no meio familiar em relação a certas mudanças no corpo externo.

Alguns hipócritas (falsos) dizem não ter problemas com isso, mas no fundo desprezam e tratam com indiferença essas pessoas.

“Porém o senhor disse a Samuel: Não atentes para a sua aparência, nem para a grandeza da sua estatura, porque o tenho rejeitado; porque o Senhor não vê como vê o homem, pois o homem vê o que está diante dos olhos, porém o Senhor olha para o coração” 1° Samuel 16:7.

Deus não tem como prioridade olhar seu exterior, mas sim em que direção ao que seu coração está caminhando quando procura fazer algo do tipo. É claro que também, se você está debaixo de uma liderança, institucional seja ela religiosa, filantrópica, ou trabalhista e os termos para se estar, ser promovido e buscar novos e melhores lugares, tem como regras o não fazer certas coisas com o seu corpo externo, é de bom senso e sábio não fazer ou então mudar para algo que seja simpatizante ao seu estilo de imagem externa, do contrário, você estará contra algo já pré-estabelecido.

Mas o que realmente importa é se é necessário, prioritário e é preciso avaliar o motivo pelo qual fazer, ter ou optar por isso ou aquilo.

Sei, você pode estar dizendo consigo mesmo: “o corpo é meu, eu faço o que eu quero”, concordo, mas você está pronto para os prós e contras e para as perdas e ganhos? Na verdade só há um fato que importa: perguntou para Deus e ele respondeu: “faça!” ou ele olhou dentro do seu coração e perguntou” é necessário?”, “Qual a prioridade?” Se você realmente e verdadeiramente acredita no versículo base citado, essas respostas pessoais com Deus devem ser na sua ótica, necessárias ou prioritárias?

Paz de Cristo!