Novo ecoponto completa três anos

Espaço contribui para coleta regular de materiais e soluciona problema antigo de descartes dentro da cidade


Publicado em 11 de setembro de 2020
Localização: Rua José Carmo da Silva, às margens da Rodovia SP-151 (Foto: Divulgação)

Localização: Rua José Carmo da Silva, às margens da Rodovia SP-151 (Foto: Divulgação)

Faz três anos que o novo ecoponto de Iracemápolis começou a funcionar na Rua José Carmo da Silva, no Parque Empresarial II, às margens da Rodovia SP-151.

Aberto em setembro de 2017, o espaço corrigiu um antigo problema ambiental que causava transtorno aos moradores. Antes, a cidade contava com dois ecopontos que ficavam dentro da cidade, e a situação era bastante preocupante: sem manutenção adequada, os antigos ecopontos haviam se transformado em lixões a céu aberto.

A implantação do novo espaço veio após a Prefeitura desativar os dois ecopontos antigos, que ficavam no Centro e no Jd. Aquárius. Para desativá-los, o prefeito Fábio Zuza contou com o apoio de cinco empresas, que ajudaram na limpeza das áreas e na destinação dos materiais em aterro licenciado.

Houve apoios das empresas Tormep, Concivi, Garcia Terraplanagem, Usina Iracema e Jayamu Empreendimentos.

Com a desativação dos antigos ecopontos, aconteceu a recuperação das áreas antigas a partir de um trabalho de reflorestamento.

NOVO ECOPONTO

O local funciona de segunda a sexta das 7h às 11h e das 13h às 17h. Aos sábados, a população pode utilizá-lo das 7h às 12h.

Há espaço para depositar resíduos de jardinagem, construção civil, restos de móveis, desde que desmontados, e eletrodomésticos. No local também há um ponto para material reciclável. Assim, a população pode levar todo tipo de material reciclado ao local.

PROBLEMAS DOS ANTIGOS ECOPONTOS

• Até 2016, funcionavam com sobrecarga de material, excedendo a capacidade de armazenamento;
• Eram localizados perto de núcleos residenciais, causando desconforto para a população do entorno;
• Como consequência, havia muitas reclamações das condições de funcionamento dos equipamentos.

MELHORIAS QUE O NOVO TROUXE

• Mudança para área única, em loteamento industrial, com a finalidade de centralizar as atividades de descarte, coleta seletiva e reciclados;
• Facilidade de acesso para descarga regular de material;
• A oportunidade de descarte regular evita pontos viciados de descarte pela cidade.