Prefeitura divulga balanço da campanha do tracoma em idade escolar


Publicado em 8 de julho de 2016
Foram examinados 1087 alunos e 22 foram detectados com a doença (Foto: Assessoria de Imprensa da PMI)

Foram examinados 1087 alunos e 22 foram detectados com a doença (Foto: Assessoria de Imprensa da PMI)

A Secretaria de Saúde promoveu, no mês passado, uma campanha de busca ativa para o tracoma em idade escolar. Foram examinados 1087 alunos das escolas municipais e 22 foram detectados com a doença.

Os alunos foram orientados sobre sintomas, cuidados e riscos de contaminação. Os estudantes diagnosticados receberam tratamento e farão novo exame em seis meses.

A busca ativa foi realizada pela equipe da Vigilância Epidemiológica e GVE (Grupo de Vigilância Epidemiológica) de Piracicaba.

A doença

O tracoma é uma doença inflamatória dos olhos causada por uma bactéria. Ocorre principalmente em crianças, possui fácil tratamento, mas necessita de atenção já que pode não apresentar sintomas de lesões que provocam o atrito da pálpebra com a córnea, o que prejudica a visão.

Em muitos casos, a doença pode não apresentar sintomas, mas é importante ficar atento aos olhos se estiverem vermelhos e irritados, lacrimejantes e com secreção, coçando, com sensação de areia e intolerância à luz.

Sua transmissão ocorre por meio da secreção dos olhos com tracoma de uma pessoa para outra, principalmente em ambientes coletivos, como escolas e creches. Objetos contaminados, roupas de cama, lenços e toalhas também podem transmitir a bactéria.

Para evitar o contágio, a dica é incentivar e dar exemplo para crianças lavarem as mãos e o rosto várias vezes ao dia, não coçarem os olhos e não usarem toalhas ou lenços de outras. (Fonte: Ministério da Saúde)