Dengue: Prefeitura segue com ações de prevenção

Larvas do mosquito transmissor foram encontradas nesta semana no Jardim Alvorada


Publicado em 22 de fevereiro de 2019

A Prefeitura segue intensificando as ações de prevenção à dengue. Em todo o estado de São Paulo, a circulação de um novo vírus tem colocado a população em alerta — e, por isso, a atenção deve ser redobrada.

De acordo com o vice-prefeito e coordenador de Saúde, Messias Humberto de Oliveira, os profissionais do setor estão realizando atividades de orientação em bairros e unidades de saúde, além de pontos públicos como o Centro de Lazer.

“O período de chuva exige cuidados extras, pois é propício para a formação de focos do mosquito transmissor. É importante um trabalho conjunto entre Prefeitura e população na eliminação de criadouros. Entre as medidas, estão a limpeza de calhas, caixas d’água e eliminação de água parada limpa”, orienta.

LARVAS NO JARDIM ALVORADA

Iracemápolis segue sem registro de casos de dengue. No entanto, a Prefeitura alerta que o momento exige atenção em função da situação em todo o estado. Nesta semana, por exemplo, foram encontradas larvas do mosquito transmissor no Jd. Alvorada.

O ano de 2019 será crítico e, por isso, os profissionais de Saúde alertam sobre a limpeza de terrenos para evitar mato alto, lixo irregular e entulhos. O município tem áreas vulneráveis, como a mata do Ribeirão Cachoeirinha e os bairros Florescer, São Sebastião, Luiz Ometto e Alvorada, além do buracão do Aquárius e da Lagoa do Jacinto.

A fiscalização está sendo intensificada pela Prefeitura. Os proprietários de terrenos em más condições estão sendo notificados e, caso não limpem, serão multados.

Sobre áreas públicas, a Prefeitura informou que ampliou a limpeza em pontos que apresentam problemas.

SITUAÇÃO NO ESTADO

O estado de São Paulo registra, de 1 de janeiro a 19 de fevereiro, 15.456 casos de dengue. Esses casos foram confirmados em 306 cidades diferentes, o que significa que 47% dos municípios paulistas já registraram casos neste ano.

O novo vírus da dengue é prejudicial a todos e traz complicações ainda maiores a quem já teve algum tipo de dengue antes. Profissionais do setor de Saúde afirmam que a prevenção é a melhor arma contra a doença. Por isso, é importante combater os focos de acúmulo de água limpa, locais propícios para a criação do mosquito transmissor.