Município deixa de despejar esgoto no Ribeirão Cachoeirinha

Prefeitura conclui 5 novas Estações Elevatórias e novo tronco coletor


Publicado em 29 de maio de 2020
Pacote de obras também inclui nova Estação de Tratamento para atender distritos industriais (Foto: Divulgação)

Pacote de obras também inclui nova Estação de Tratamento para atender distritos industriais (Foto: Divulgação)

O Município de Iracemápolis não lança mais esgoto in natura no Ribeirão Cachoeirinha, graças à conclusão de obras que viabilizaram novas Estações Elevatórias de Esgoto.

De acordo com o diretor do SAE (Serviço de Água e Esgoto), Beranilso Dias Fraga, “trata-se de uma grande notícia para nosso meio ambiente e uma conquista para o sistema de esgotamento sanitário municipal”.

“Ficaram prontas, em definitivo, as cinco Estações Elevatórias de Esgoto construídas em diversos pontos da cidade. Elas ficam nos bairros Aquárius, Orquídeas, Distrito Industrial 2 e Distrito Industrial 4, além de uma Estação final, próxima ao sítio Torioni, que recebe todo o esgoto da cidade e envia para as lagoas de tratamento”, informou.

“Com a finalização dessas obras, a gestão do prefeito Fábio Zuza entrega à população um eficiente conjunto de condutos, instalações e equipamentos destinados a coletar, transportar, condicionar e encaminhar o esgoto sanitário à disposição final, de modo contínuo e seguro”, destaca.

O projeto das Estações Elevatórias foi adquirido pelo prefeito Fábio Zuza via Consórcio PCJ/FEHIDRO, com investimento de R$ 3,9 milhões e contrapartida da Prefeitura de R$ 277 mil.

EFICIÊNCIA

O coordenador de Planejamento Urbano da Prefeitura, Benedicto Borba Filho, explica que todo o esgoto da cidade passa por tubulações e é encaminhado, via tronco coletor, para a Estação final, no sítio Torioni, onde é bombeado à ETE (Estação de Tratamento de Esgoto) para receber o procedimento adequado, conforme determina a Cetesb.

Daí a importância das Elevatórias, que ampliam a eficiência desse procedimento.

“As Elevatórias fazem o bombeamento dos resíduos com equipamentos hidráulicos, que ampliam a pressão para levar o esgoto dos bairros da parte baixa da cidade para a parte mais alta”, detalha.

Ele também informou que o Município já está em processo final da retirada do lodo da lagoa anaeróbia da ETE, o que também ajudará na eficiência do tratamento. Há outras duas lagoas facultativas funcionando no local.

NOVA ETE E TRONCO COLETOR

Além das cinco Estações Elevatórias, completam o conjunto de obras para ampliar a eficiência do esgotamento sanitário municipal a construção de uma nova Estação de Tratamento de Esgoto, em área rural (foto), para atender a distritos industriais, incluindo a área onde está instalada a montadora Mercedes-Benz.

E também um novo tronco coletor, que tem início na Rua José Chinelatto, no Parque Industrial Catharina Biazio Ometto, e segue paralelo ao Ribeirão Cachoeirinha até o sítio Torioni, onde é bombeado para as lagoas.