Vamos falar sobre o porte de armas


Publicado em 14 de setembro de 2018

O ataque ao candidato a presidência, Jair Bolsonaro, que foi esfaqueado na semana passada trouxe à tona mais uma vez o assunto da liberação do porte de armas, defendido pelo político.

Há quem diga que se o porte de armas fosse liberado, Bolsonaro não teria sido esfaqueado, mas teria levado um tiro e talvez não estivesse mais aqui para contar a história.

Já os “pró-armas” acham que o ataque sofrido pelo presidenciável reforça ainda mais a necessidade de que o povo esteja armado, pois qualquer um pode ser uma vítima e precisa se defender. Para estes, andar armado pode ser uma segurança.

É fato que há muita incoerência em ambas as opiniões, mas o assunto precisa ser discutido para que o povo seja esclarecido e a opinião se entenda além do “olho por olho e dente por dente”.

Esta semana a Gazeta abordou no Fala Povo o assunto “posse de armas”. Veja nesta edição como o tema repercutiu por aqui.

Entendemos que é importante aproveitar assuntos em destaque para promover debates a fim de levar o povo a pensar sobre temas importantes, principalmente no momento em que estamos, às vésperas de uma eleição presidencial, quiçá a mais improvável e complicada das últimas décadas.